Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A minha biblioteca

por poesiadalma, em 11.09.19

Poema dedicado a Biblioteca de Fânzeres. Lugar da infância e adolescência onde viajava pelos livros.

 

a minha biblioteca.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14


...

por poesiadalma, em 10.09.19

41416157_1820909148027405_8772834580299251712_n.jp

 

Teu doce amor inspira-me
Para viajar em mil mares
Uns mais conhecidos
Outros um enigma
Mas sei que em teu coração
Está o mapa para não me perder,
Em teu olhar o sol do meu céu.

2018-09-02
Catarina Dinis Pinto

Foto Net

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14


A casa distante...

por poesiadalma, em 10.09.19

41527381_1820948501356803_7606034309782175744_n.jp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:12


o amor e as flores

por poesiadalma, em 25.09.13

 

 




O amor e as flores...
as flores e os amores...
vivem nas mãos dos corações
vivem nos castelos encantados
nos sonhos que tens quando estás acordado

23-09-2013

Catarina Dinis


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:57


um pouco sobre mim ( pequena biografia)

por poesiadalma, em 25.09.13

 

 

Catarina Dinis nasci em Fânzeres Gondomar. Onde continuo a viver. Já tive a oportunidade de viajar um pouco e inclusive vivi 2 anos no México ( pais da minha alma e que me marcou muito como pessoa e mesmo na forma de escrever.)

Tenho o 12º ano  de Comunicação e Difusão mais um curso de Animadora Sociocultural. Trabalhei como secretária, em organização de festas e em Creche (actualmente).

 

Escrevo desde os 13 anos, a escrita é uma forma de refugio  ou de transformar-me num ser diferente. Durante o tempo que estive no México escrevi sob o nome de Nina de regresso a Portugal optei pelo meu nome mas a escrita tornou-se diferente.. talvez como eu…

Os primeiros textos que escrevi ao longo do tempo são como uma Antologia… passa de 2000 agora comecei a escrever como livro “As histórias que os livros não contam”, “ Teus Olhos Lilases” e “ Saudade do Ontem” têm cerca de 20 poemas cada um.


Catarina Dinis

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55


...

por poesiadalma, em 21.08.12

 

Da última vez que me viste sorrir
Estava eu diante de ti
Mas decidiste virar-me as costas
Seguir por outro caminho,
Entrar em outra porta
Noutra rua, noutro mundo, noutro ser
Não houve tempo para palavras
e as recordações…as únicas que perduram
Encostadas a um canto do coração
Não posso proferir o teu nome
Não posso dizer-te como eras
Somente és a distância em mim

Catarina dinis

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:37


...

por poesiadalma, em 21.08.12

As curvas do teu rosto
São as curvas do meu tempo
Os teus lentos passos
O bater do meu coração
Fui eu que inventei o mapa do teu corpo
Fui eu que desenhei o vazio da tua alma
Fui eu que escolhi o destino
Sei cada detalhe oculto do teu livro
Conheço o teus misteriosos silêncios
A escuridão que deixas no céu
Quando eclipsas a lua

Catarina Dinis

 

Foto: As curvas do teu rostoSão as curvas do meu tempoOs teus lentos passosO bater do meu coraçãoFui eu que inventei o mapa do teu corpoFui eu que desenhei o vazio da tua almaFui eu que escolhi o destinoSei cada detalhe oculto do teu livroConheço o teus misteriosos silênciosA escuridão que deixas no céuQuando eclipsas a luaCatarina Dinis28-06-2012

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17


...

por poesiadalma, em 30.07.12

O quarto parece um quadro intocável
na cama do passado repousa a luz sepulcral
do que fora outrora rosa paixão
os lençóis brancos empoeirados
magoam os meus olhos de lembranças
e vem a memória tempos vazios
esgotados de sentimentos
mergulhados nas sensações.
A cadeira onde sentava olhando para a luz da rua
Esperando que os ponteiros desvendassem as próximas horas
Os dias iam dando lugar as quentes noites
Continuava sentada junto das rosas
O abrir de porta tão familiar
Antecipava o beijo profundo
Nesses momentos
O mundo éramos nós
Eu não alcançava escutar nada
Nem as gotas de chuva e lágrimas
Que caiam lá fora sobre o jardim,
O meu coração parecia imune a solidão
A tristeza vivia no exílio…
Nem me lembrava do que era o passado profundo
Ambos lado a lado
Éramos o tudo … que nunca
Desenhará o futuro separados
Ainda que sabendo que não estavas destinado para mim
Ainda que não te ame mais
Esse meu lugar tirado entre a tirania.
Perdi um trono que apenas ao vento pertence
Apesar de amar-te em vão
Houve momentos em que a casa foi nossa
Mas fora construída sobre o vazio da ilusão
Sei que o quarto permanece
Mais do que nós…
Em segredo invejo
Quem permanece lá
Vivendo entre as nossas paredes
E as nossas historias sem conseguir
Alcançar ver.

Catarina Dinis

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:14


...

por poesiadalma, em 26.07.12

Cheguei a tua vida
Na hora errada, no instante que não nos pertencia
Roubei-te ao tempo e tu a mim o coração
Poderás estar ai na distância
Deitado sobre a tua cama
E pensarás na minha ausência
No amor do passado.


No amor que te arrancou da ilusão
Que te deu cor a vida
Pelo qual juraste tantas palavras
Tentaste é verdade,


Mas não conseguiste seguir nenhum dos caminhos
Atrás de ti apenas dor
Depois de ti o vazio.

 

Catarina Dinis

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:27


...

por poesiadalma, em 26.07.12

A noite revela-se pouco a pouco…
Como uma flor que desfolho pétala a pétala,
As mil carícias que as tuas mãos guardam para mim,
São a essência do louco delírio.
Real o sabor da tua pele
Entretanto molhada pelo prazer.


Necessito de repetir cada ontem do teu lado,

Cada momento do agora

No eterno futuro.
Desisto de navegar, desisto de voar
Se isso for necessário

Para em ti permanecer

"Catarina Dinis"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D



Favoritos